Perdas Necessárias

Em ‘Perdas Necessárias’, Judith Viorst aborda o processo de despojamento que é a vida, refletindo sobre nossas perdas constantes e a necessidade de alcançar maturidade e equilíbrio psicológico. Um tema universal, não se refere apenas à morte de quem amamos, as separações e as partidas, mas também à perda consciente ou inconsciente de sonhos.

O ciclo da auto-sabotagem – Por que repetimos atitudes que destroem nossos relacionamentos e nos fazem sofrer

Por meio de histórias reais, os autores mostram como episódios traumáticos – a separação dos pais na infância ou término conturbado de um relacionamento, por exemplo – podem criar dilemas inconscientes que acabam nos fazendo agir contra nós mesmos. O resultado é um ciclo de autodestruição que afeta as relações pessoais e profissionais.

Síndrome da Boazinha – Como Curar a Compulsão por Agradar

O objetivo do livro é identificar a luta que as pessoas travam contra essa doença, onde, quando e como traçar a linha entre os seus próprios desejos e exigências dos outros. Uma prática aparentemente inofensiva, parecendo natural estar sempre de acordo colocar os outros em primeiro lugar e agrada-los compulsivamente, mesmo à custa de sua própria saúde e felicidade, seguindo rapidamente em espiral para uma síndrome psicológica séria com amplas consequências físicas e emocionais.

A boa literatura erótica: “A Vênus das Peles”, de Sacher-Masoch

Escrito em 1870, o livro “A Vênus das Peles”, de Sacher-Masoch, é marcado pela narrativa erótica possibilitada pelos diálogos e práticas sexuais dos protagonistas do enredo: Severin e Wanda — casal que, por meio de um contrato, registra formalmente qual o papel de cada um dentro da relação. Foi o primeiro romance a descrever fantasias sadomasoquistas explicitamente. A obra foi relançada em 2008 pela editora Hedra, em 160 páginas.