Perdas Necessárias

‘Perdas Necessárias’ de Judith Viorst é um livro sobre o processo pelo qual passamos: as questões que nos confrontam desde a infância até a morte, as ideias e sentimentos que são inevitáveis, e as perdas que causam mudanças, e fazem tomar novos rumos e até desistir de alguns ideais e desejos.

A vida é um balanço em que as perdas sofridas ao longo do caminho são compensadas pela forma que contribuem para o desenvolvimento. As perdas necessárias para o crescimento a saúde e maturidade começam com a perda da nossa unidade com a mãe biológica, que nos alimenta, protege e ama incondicionalmente. 

Apesar de nossas perdas na infância serem uma lacuna, segundo a autora, geralmente encontramos formas de compensar e reformular nossas vidas para que possamos continuar. Outras perdas incluem o movimento através dos estágios de vida, quando perdemos as nossas definições de quem pensávamos ser, e seguimos em frente para criar novas convicções.

Viorst discute as diferentes maneiras como as pessoas lidam com a dor e seu efeito devastador. Ela enfatiza que a conclusão do processo de luto é importante para a saúde mental e física. Ficar preso no sofrimento obsessivo leva à doença. O luto é um processo que temos de percorrer, e sobrevivemos a ele, mesmo quando parece impossível.

Envelhecimento, outra ‘perda’ é uma questão que muitos não querem enfrentar. Muitas vezes as pessoas idosas são tratadas como descartáveis e inconvenientes, já que eles não são capazes de participar e acompanhar o ritmo, além disso, às vezes as próprias pessoas se sentem dessa maneira já que o corpo físico não corresponde. 

Viorst dá inúmeros exemplos de como envelhecer com vitalidade, e como o processo de envelhecimento pode oferecer oportunidades de crescimento e mudança, mesmo nos últimos anos de vida, permitindo reflexões de como se recolocar nesse estágio em que ocorrem mudanças drásticas, físicas e mentais.

Finalmente, Viorst nos alivia da noção de que devemos morrer graciosamente, seguindo as regras de atravessar as fases apropriadas da morte. Ela insiste que todo mundo tem uma maneira diferente de morrer, com base em sua personalidade, seus apegos, interesses e traços inatos. 

Este livro interessante suscita perguntas e reflexões sobre todas as fases da vida. O conteúdo lúcido, inclui filosofia, estudos de caso, pareceres, poesia, trechos literários que definem a visão da autora sobre a vida, a infância, a maturidade, a dor, a sexualidade, velhice e a morte, onde deixa claro que é preciso viver, enquanto há tempo.

Sobre a978-85-06-04489-61 (1)utora – Nascida e criada em New Jersey, Judith Viorst formou-se em História e, graduou-se no Washington Psychoanalytic Institute. Escreveu várias coleções de poemas para adultos, quatro livros, entre eles Controles Imperfeitos. Parte de suas obras foram publicadas pelo mundo e vários de seus livros infantis tornaram-se filmes.

Sobre  o livro – Em ‘Perdas Necessárias’, Viorst aborda o processo de despojamento que é a vida, refletindo sobre nossas perdas constantes e a necessidade de alcançar a maturidade e o equilíbrio psicológico. Um tema universal, não se refere apenas à morte de quem amamos, as separações e as partidas, mas também à perda consciente ou inconsciente de sonhos românticos, expectativas impossíveis, ilusões de liberdade e poder. E ainda a perda de nosso próprio eu jovem, o eu que se julgava imune às rugas, invulnerável e imortal.
Editora Melhoramentos, 2010, 336 páginas.

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>