Sobre as Emoções – Culpa

Ao versar sobre culpa vêm à mente uma das grandes questões filosóficas – o que é certo e o que é errado. Não como tentativa de definir, pois não seria possível fazê-lo neste momento, se trata de um assunto intrinsecamente ligado à cultura, à religião, e as crenças individuais. Tema para longo debate. Por hora, o que pode ser feito é questionar a razão de algo ser correto ou não dentro do contexto.

O ciclo da auto-sabotagem – Por que repetimos atitudes que destroem nossos relacionamentos e nos fazem sofrer

Por meio de histórias reais, os autores mostram como episódios traumáticos – a separação dos pais na infância ou término conturbado de um relacionamento, por exemplo – podem criar dilemas inconscientes que acabam nos fazendo agir contra nós mesmos. O resultado é um ciclo de autodestruição que afeta as relações pessoais e profissionais.

Simples, complicado é ser tão simples

A autoestima é fator decisivo para o comportamento humano e está presente em toda resposta emocional. O homem vivencia seu desejo de autoestima como um imperativo urgente, uma necessidade básica. Muitas vezes a autoestima é confundida com egoísmo. Egoísta é aquela pessoa que quer o melhor, e quase sempre no sentido material, somente para si, não importando os outros. Quem possui uma autoestima elevada, tem como consequência amor e estima aos outros. Ela quer o melhor para si, e para os outros também.