Penas do Tiê – Fagner e Nara Leão

Composta por Raimundo Fagner, tem como principais intérpretes a cantora Nara Leão (falecida em 1989) e o próprio Fagner. A dupla Pena Branca e Xavantinho também a gravaram. Fagner, como é mais conhecido, 65 anos, é frequentemente incluído em listas que ressaltam os principais cantores da música latina. Aos 6 anos venceu um concurso infantil de uma rádio da cidade de Orós (Ceará). Durante a adolescência formou diversos grupos vocais e instrumentais, quando passou a compor. Em 1968 venceu 4º Festival de Música Popular do Ceará com a música “Nada Sou” (parceria com Marcus Francisco). Tornou-se conhecido no Ceará no ano seguinte. Em 1971 conheceu Elis Regina, que gravou sua música “Mucuripe”, tornando-a o primeiro sucesso de Fagner como compositor e também como cantor. Quando criança Nara Leão teve aulas de violão e aos 14 começou a estudar a fundo o instrumento na academia de Carlos Lyra e Roberto Menescal. Aos 18 já era professora da instituição. Ao longo da década de 1960 passou a se apresentar e a fazer sucesso, inclusive no exterior, bem como se envolver na vida política do país, com posicionamento firme contra a ditadura. No final dos anos 1970, com a carreira no auge, descobre um tumor benigno, mas inoperável, no cérebro. Entre interrupções e retomadas da carreira artística alguns discos são lançados. Morreu em 7 de junho de 1989, aos 47 anos. Nara Leão teve dois filhos.

1 Comentário
  • Hallie

    All things cosdideren, this is a first class post

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>