Grand Canyon

Obra da natureza que se destaca por sua magnitude em meio ao deserto, o Grand Canyon abriga atrações naturais únicas, com destaque para as cores do nascer e do pôr do sol e a ponte Skywalk

Situado no estado do Arizona (EUA), o Grand Canyon possui 276 km de comprimento, cerca de 29 km de largura e 1,6 km de profundidade esculpidos unicamente pela natureza, no meio do deserto, levando cerca de 5 milhões de turistas por ano para conhecer suas entranhas.

O monumento natural é dividido em três partes, conhecidas como ‘Rims’: South Rim, North Rim e West Rim. Em qualquer um deles o turista poderá contemplar as mudanças de cores nos Canyons, mas o pôr do sol mais famoso é visto do Hopi Point ou do Powell Point, ambos no South Rim.

Aproximadamente 90% dos turistas destinam-se ao South Rim, o que o torna a região mais popular do Grand Canyon. Assim como o South Rim, o North Rim fica no Grand Canyon National Park. O West Rim é o menos explorado dos três, pois está dentro da reserva indígena Hualapai.

Flagstaff e Phoenix, no Arizona , e Las Vegas, em Nevada, são as três cidades mais próximas do Grand Canyon, com voos regulares. Ir de avião para uma dessas cidades e depois alugar um veículo ou um pacote de excursão está entre as opções mais fáceis de se chegar lá.

Para o South Rim é possível ir de trem e até fazer um passeio de helicóptero – essas últimas são as maneiras mais caras. Há a opção de ir do South Rim para o North Rim de transporte público, que tem uma viagem diária para as duas direções. O trajeto dura em torno de 9 horas entre ida e volta, com direito a apreciar a paisagem.

Skywalk

Para entrar no North Rim ou no South Rim é preciso um passe, que custa 25.00 dólares e vale por 7 dias. Turistas que vão com excursões costumam receber esse passe incluído no total do pacote. Para o West Rim o valor pode variar de 43.00 a 80.00 dólares, já que a atração skywalk está localizada lá.

Trata-se de uma ponte de vidro construída a 1.200 metros de altura em pleno Grand Canyon, com 21 metros para fora do penhasco. Segundo os responsáveis pela obra, ventos de 161 km/h e tremores de terra num raio de 80 km não podem fazê-la ceder.

Com objetivo de preservar o vidro, é proibido levar câmeras, celulares e objetos pessoais para a skywalk. Neste ticket mais caro também estão incluídos serviços como estacionamento. A skywalk funciona 365 dias por ano, das 7h às 19h.

Quando visitar
A maior parte dos turistas opta por ir ao Grand Canyon no verão, quando a temperatura, em meio ao deserto, pode alcançar 41°C durante o dia e 27°C à noite. Beber muita água e levar um casaco leve é importante.  Junho é o mês mais seco e entre julho e agosto há ocorrência de tempestades.

Já no inverno há possibilidade de neve e algumas estradas do parque chegam a ser fechadas. À noite a temperatura se aproxima de 0°C.

Hospedagem
É possível se hospedar dentro do Grand Canyon, em hotéis localizados na Village. É mais garantido reservar com antecedência por meio do site Xanterra, única empresa que cuida de todas as acomodações, ou seja, não há preços diferentes nos outros sites.

Foto by Marco Antonio Veiga

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>