Cuba

Cercada de peculiaridades, a República de Cuba, presidida por Raúl Castro após afastamento voluntário de seu irmão Fidel, atrai o olhar do mundo não só por suas especificidades políticas e econômicas, mas por sua beleza natural e aspectos culturais. Por ser uma grande ilha (110.860 km²), tem um litoral de 5.700 quilômetros de extensão, destacando-se praias como a de Varadero. A capital Havana também é um ponto turístico por si só. A língua local é o Espanhol e o fuso horário em relação ao Brasil é GMT – 2 horas. O catolicismo é a religião predominante, mas também há vertentes afro-cubanas originadas da ligação com os negros africanos levados para a ilha como escravos.  

A ilha de Fidel, como é chamada mundo afora pela forma e tempo como ele se manteve à frente da nação cubana, desperta curiosidade. E não é para menos: turista lá, só com um visto específico do país e portando contrato com um seguro de saúde que seja reconhecido pelo governo (regra que passou a vigorar em 2010).  No caso de o turista não ter feito o seguro antes de embarcar, no próprio aeroporto de Cuba é possível fechar um contrato, que, consequentemente, custa mais caro.  

Os hospitais destinados aos visitantes não são os mesmos que atendem aos cubanos, o que também encarece a viagem no caso de se precisar de atendimento médico. Por isso, recomenda-se levar comprimidos para dor de cabeça, relaxante muscular, má digestão e antidiarréticos – ou seja, precauções com a higiene e ingestão de alimentos no país também se faz aconselhável.  Protetor solar e repelente também são itens essenciais na ilha, levando-se em conta que custam caro lá e, dependendo da época, podem estar em falta. Devido às questões econômicas do país socialista, há situações em que turistas são abordados por cubanos que lhes pedem itens como sabonete e creme dental.  

É notória a quantidade insuficiente de caixas eletrônicos em Cuba, mas com o cartão de crédito o turista consegue sacar dinheiro nos bancos. É preciso ficar atento ao uso do cartão de crédito na ilha, pois o porcentual de encargos que são cobrados é em média de 15% em cima da transação. São aceitos em Cuba os cartões Visa, Eurocard e Mastercard, ou seja, os emitidos pelos EUA como American Express, Diners ou Citibank não são válidos.  

Outro ponto importante de Cuba é o seu sistema de telecomunicações, considerado precário em relação ao resto do mundo, já que por ser de uma República Socialista, grandes empresas desse ramo ainda não se estabeleceram na ilha. Somente em 2008 é que os aparelhos celulares foram legalizados em território cubano, sendo que em 2010 existiam apenas 1,8 milhão de linhas em toda a ilha, que conta com cerca de 11,17 milhões de habitantes.

Atualmente, toda a infraestrutura de telecomunicações fica a cargo da estatal ETECSA.  Essa situação, porém, pode estar prestes a mudar, pois em março deste ano o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, restabeleceu relações diplomáticas com Cuba e o embargo contra a ilha foi suspenso, propiciando uma abertura gradual para possíveis investimentos de outras empresas do setor. Já se fala em parceria com multinacionais do ramo das telecomunicações.  

Cuba é considerado um país bastante seguro, pois vigora a ação dos chamados CDRs (Comitês de Defesa da Revolução), responsáveis pela manutenção da ordem local, por isso, é possível observar sempre policiais pelas ruas. Assim como os brasileiros, os cubanos são conhecidos por serem carismáticos, mas o assunto principal não é o futebol, já que o esporte que predomina na ilha é o basebol. Outro assunto para se ter com eles são as novelas antigas da Rede Globo, que passam lá dubladas para o espanhol.

O roteiro turístico inclui lugares históricos em que se destaca a arquitetura colonial espanhola, bem preservada. Várias áreas de Santiago (antiga capital cubana no séc. 16) são tombadas pela Unesco. Trinidad e Havana também possuem conjuntos arquitetônicos de época com destaque para o estilo mourisco.  Na capital há o Museo de la Revolución, dedicado à história política de Cuba e montado num suntuoso palácio erguido em 1913.

Patrimônio Mundial UNESCO em Cuba:

Centro Histórico de Camagüey
Local Arqueológico das Primeiras Plantações de Café no Sudeste de Cuba
Castelo San Pedro de la Roca, Santiago de Cuba
Velha Havana e suas Fortificações
Trinidad e o Vale de los Ingenios
Parque Nacional Desembarco del Granma
Vale Viñales
Parque Nacional Alejandro de Humboldt
Centro Urbano Histórico de Cienfuegos

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>