Sobre as Emoções

As emoções são uma espécie de leme que estabelece, direciona e corrige a rota da vida humana e tem funções específicas.

Sobrevivência

As emoções foram desenvolvidas naturalmente através de anos de evolução. Como resultado, possuem o potencial de servir como um sofisticado e delicado sistema interno de orientação, alertando quando as necessidades humanas naturais não são encontradas. Por exemplo, quando nos sentimos sós, nossa necessidade é encontrar outras pessoas. Quando nos sentimos receosos, nossa necessidade é por segurança. Quando nos sentimos rejeitados, nossa necessidade é por aceitação.

Tomada de Decisão

É uma fonte valiosa de informação. Auxiliam nas escolhas. Os estudos mostram que quando as conexões emocionais de uma pessoa estão danificadas no cérebro, ela não pode tomar nem mesmo as decisões mais simples. Por quê? Porque não sentirá nada sobre suas escolhas.

Ajuste de Limites

Serve de alerta quando o comportamento de uma pessoa se torna desagradável. Aprendendo a confiar nas emoções e sensações é possível ajustar os limites que são necessários para proteger a saúde física, mental e emocional.

Comunicação

Auxiliam na interação com os outros. Cada expressão facial, por exemplo, pode demonstrar uma grande quantidade de emoções. Com o olhar, se pode sinalizar pedido de ajuda. Sendo verbalmente hábeis, juntamente com as expressões teremos uma possibilidade maior de melhor expressar os sentimentos. Torna-se importante desenvolver a habilidade de escuta e entendimento dos problemas alheios, para que a comunicação seja eficaz.

União

As emoções são talvez a maior fonte potencial capaz de unir todos os membros da espécie humana. As diferenças religiosas, cultural e política podem comprometer a união plena, apesar das emoções serem “universais”.

Adaptação

As emoções servem para adaptação ao meio em que se habita, permitindo se proteger, expressar o que foi agradável ou desagradável e perceber quando o limite foi ultrapassado.

Os sentimentos são fundamentais para a vida, porém, a falta de controle dos sentimentos é tão grave quanto a inexistência deles. Os sentimentos precisam estar equilibrados, caso contrário, o descontrole faz com que perca o domínio sobre si mesmo, destrói relações e inviabiliza o convívio em sociedade. E mais: o descontrole constante é responsável por doenças físicas e psicológicas.

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>