Gratidão

Tenho apreço pelo termo ‘gratidão’, o  ‘obrigado’, ‘obrigada’ conduz a um sentimento de ‘obrigação’.

O termo ‘obrigado’ é um termo simples usado para agradecer a alguém. Tudo bem que na raiz,  ‘obrigado’ vem do latim ‘obligatu’, o particípio do verbo ‘obligare’, que significa ‘ligar’, ‘amarrar’.

Fato é que parece ter perdido o significado etimológico ao longo das centenas de anos, pois remete a ideia de dizer ‘fico-lhe obrigado’, ou seja, fico lhe devendo pelo favor.

Gratidão, por sua vez, está ligado ao latim ‘gratia’ – ‘graça’, literalmente – ou ‘gratus’, ‘agradável’, o que atribui ao termo uma outra conotação, par mim mais leve e simbólica.

Falar ‘gratidão’ em vez de ‘grato’ dá, para os adeptos do termo, um efeito poético para o discurso: tira o sujeito da frase e se foca no sentimento como uma coisa maior.

E faz sentido, claro. Mas ‘[Estou] grato’ ou ‘[Fico] agradecido’ também cumprem o mesmo papel, pois exprimem sentimentos bons.

Finalizo com a oportuna citação: ‘Ninguém é obrigado a nada, e devemos ser gentis uns com os outros e relacionarmo-nos por amor e não por favor’. (Gentileza, poeta urbano carioca)

Grata, por tudo, tanto e sempre!

NX

2 Comentários
  • J. R. Breseghello

    AMEI!!!

    • Auriane Rissi

      Seu ‘AMEI!!!’, conta muito. Grata! Gratíssima!

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>